• Editora Sucesso

Contato com áreas verdes melhora saúde de crianças

Pesquisa comprova que bosques e parques trazem benefícios para saúde física e emocional


Pesquisadores da Universidade de Stanford comprovaram, em um estudo divulgado no início de maio, que o acesso a áreas naturais nas cidades melhora a saúde humana de diversas maneiras. O resultado veio de décadas de pesquisas em saúde pública correlacionadas com o acesso à natureza nas cidades.




Ao passo que as cidades se tornam mais urbanizadas, as áreas naturais parecem ficar cada vez menores e mais escassas. No entanto, áreas naturais, como parques e bosques fornecem benefícios para quem as frequenta. Segundo Gretchen Daily, autora do artigo e diretora do Stanford Natural Capital Project, “não é uma surpresa que a natureza estimule a atividade física, mas também traz benefícios como a redução dos riscos de câncer até a promoção do funcionamento metabólico e outros - o que é realmente surpreendente”.


Espaços naturais nas escolas


Para as crianças, os benefícios são ainda mais importantes, já que estão em fase de desenvolvimento. "A experiência na natureza aumenta a memória, a atenção e a criatividade, bem como a felicidade, o envolvimento social e um senso de significado na vida", disse Gretchen Daily.


A coordenadora do Ensino Infantil do Colégio Marista Paranaense, Sibele Maria Dal Col Guimarães, concorda com a pesquisadora. “Apesar de estarmos na região central de Curitiba, temos um grande bosque interno, com várias espécies nativas da região e que serve de sala de aula em diversos momentos, além de recreação”, afirma.


A coordenadora afirma que é visível o efeito da natureza nas crianças. “Correr e brincar no gramado, em meio às árvores e plantas acalma os pequenos e os estimula a criar brincadeiras próprias, jogos inventados no momento e muita criatividade e faz de conta, o que é essencial para o desenvolvimento”.

23 visualizações0 comentário
Publicidade