• Editora Sucesso

Menopausa e climatério, você sabe a diferença?

É comum as pessoas confundirem a menopausa com o climatério. Sendo mais difícil entender fica mais difícil também participar do tratamento




A vida da mulher é marcada por alterações hormonais que caracterizam ciclos em sua existência, e o climatério é a etapa que reflete o fim de sua fase reprodutiva. Segundo a médica Dra. Fernanda Freire, ginecologista paulistana, é comum as pessoas confundirem a menopausa com o climatério, sendo mais difícil entender e participar do tratamento. Abaixo, a especialista responde a 7 questões sobre o assunto:


Qual a diferença entre menopausa e climatério?

“O climatério é o processo que caracteriza o fim do menacme, que é o período fértil da mulher, sendo uma endocrinopatia natural do organismo, dividida em três fases: a pré-menopausa, a perimenopausal e a pós-menopausa”, explica.


Como funcionam essas fases?

Segundo Dra. Fernanda, o climatério começa na pré-menopausa, momento onde o corpo já passa os primeiros sinais de esgotamento dos folículos ovarianos e ocorre a redução da produção de estradiol. “Essa etapa vai até a menopausa, e é marcada por sintomas típicos, como calorões ou fogachos, entre outros, por exemplo”, frisa.

O período perimenopausal, por sua vez, é um meio termo antecessor e sucessor da menopausa, onde existe irregularidade na menstruação, além de uma alteração hormonal maior, com mais sintomas. Já a menopausa, de acordo com a especialista, tem duração de aproximadamente 2 anos e é o espaço entre a última menstruação da mulher e a pós-menopausa, que vai até a senilidade.


Quais são as causas deste processo?

“A causa é a diminuição da função dos ovários, que pode ocorrer em idade que independe. Além de relacionados à fertilidade, os ovários também produzem uma série de hormônios que entram em baixa nessa fase, um tipo de endocrinopatia natural”, ressalta a ginecologista.


Quais os sintomas do climatério?

A especialista explica que os sintomas estão relacionados a cada fase, sendo que os sinais que identificam o começo do climatério são:

· Secura vaginal, acarretando coceira na vagina, perda de urina e dor à relação sexual;

· fogachos (calores);

· tontura, perda de memória, fadiga e insônia;

· sintomas depressivos e irritabilidade;

· diminuição da libido;

· perda de massa óssea;

· aumento do risco para doenças cardiovasculares.


Com que idade ocorre?

De acordo com a médica, o climatério começa normalmente por volta dos 40 anos, e a menopausa ocorre entre 45 e 55 anos, dependendo de cada caso. “Quando acontece antes dos 40 anos, nós chamamos de menopausa precoce”, esclarece.


Existe tratamento?

“O tratamento é feito com reposição hormonal, que deve ocorrer no momento certo e deve ser feito com acompanhamento médico”. O especialista alega que o tratamento visa reduzir os sintomas que afetam a qualidade de vida da mulher, e pode ser feito via oral, tópica ou vaginal.


Toda a mulher passa por esta fase?

“Sim, é inevitável, mas cada uma tem sua própria percepção neste período delicado e nem todas apresentam os sintomas, além das que não necessitam da terapia hormonal”, conta. Ainda segundo as indicações da ginecologista, o importante é manter uma rotina constante de visitas ao especialista, que saberá instruir para a melhor forma de passar por este período.

12 visualizações
Publicidade