• Editora Sucesso

Saiba o que pode ou não ser feito durante a gestação

Atividades físicas e alimentação saudável estão entre as principais recomendações médicas


Comemorado anualmente em 15 de agosto, o Dia da Gestante tem como objetivo alertar as futuras mamães sobre cuidados necessários nesse período tão importante na vida da mulher e, consequentemente, do bebê que está a caminho. Ao longo dos meses de gestação é comum que a mulher passe por inúmeras mudanças, sejam elas físicas ou emocionais e, por isso, algumas dúvidas podem acabar surgindo, principalmente no que diz respeito à saúde e bem-estar.





Atento a isso, o Dr. Renato de Oliveira, ginecologista e obstetra, preparou uma lista com dicas sobre o que pode ou não ser feito durante a gestação, a fim de contribuir para que corpo e mente estejam em perfeito equilíbrio. Confira:


• Invista em uma alimentação saudável e que tenha ingredientes ricos em proteínas, ferro, ácido fólico e cálcio;


• Não fume e não ingira bebidas alcoólicas;


• Procedimentos como drenagem linfática podem ser realizados, contudo com o acompanhamento de um profissional especializado;


• Consumir alimentos gordurosos e deitar-se logo após as refeições, pode contribuir para crise de enjoo. Por outro lado, ingerir biscoitos de água e sal ou chá de gengibre pode aliviar esse sintoma;


• Separe alguns minutos do dia para descansar e relaxar. Caso esteja com os pés inchados, deite-se com apoio nos pés, de forma que os mesmos fiquem acima do tórax;


• Tinturas ou alisamentos não são recomendados, principalmente nos três primeiros meses de gestação. O mais indicado é utilizar produtos naturais ou shampoos tonalizantes;


• A prática de atividades físicas além de ajudar a manter o peso, contribui para a diminuição de dores no quadril e lombar. Durante a gravidez, aulas de ioga, alongamentos e pilates são as mais indicadas;


"Vale ressaltar que, independente das orientações citadas acima o importante é procurar sempre a ajuda de um profissional, caso note que algo não está dentro da normalidade. Dessa forma, tanto a mãe quanto o bebê terão uma gestação tranquila e saudável", finaliza o especialista.

5 visualizações0 comentário
Publicidade